top of page

O branco do recomeço

Como a capa em branco da Vogue Itália mexeu com o mundo


Capa em branco da Vogue Itália Abril 2020
Reprodução Instagram @vogueitalia

Assim ficou a capa da edição de abril de 2020 da Vogue italiana: em branco. O feito é inédito em mais de 100 anos de história da revista no país. E, claro, comoveu e abalou a todos. O período de lançamento da revista desse mês é conturbado, devido às tristes consequências do coronavírus na Europa, principalmente na Itália e, por isso, as mudanças no planejamento, segundo o próprio diretor chefe, Emanuele Farneti, que se manifestou no perfil da revista no Instagram: "Não porque houvesse falta de imagens - muito pelo contrário. Mas porque branco significa muitas coisas ao mesmo tempo", disse.


Muito se fala para não julgar pela capa, mas nesse caso, é impossível. Diversas capas da Vogue entraram para a história por causa de imagens e fotos super produzidas, ora chocantes, ora revolucionárias, ora provocativas. A edição de setembro da Vogue americana, por exemplo, que é (era?) considerada a principal do ano, até ganhou documentário em 2009 (The September Issue), exatamente pelo peso da publicação no mercado. Ou seja, não é só uma capa e não é só uma revista!


É curioso e visível o poder da capa de uma revista de moda hoje, que muitos julgaram que acabaria na era digital. Pelo contrário: ganhou força e continua fazendo história e impactando o mundo com fotos, editoriais, textos e lives, IGTV, Podcasts...e por aí vai. Que o diga a Elle Brasil, que a Editora Abril anunciou o encerramento das atividades em 2018 em meio a muitas polêmicas, e, justamente, no meio da pandemia anuncia seu retorno para maio deste ano com nova proposta e novo formato.


O recheio é importante, claro, mas eu mesma já comprei várias revistas só pelas chamadas da capa, e outras guardo até hoje. Desde a primeira Vogue Brasil que li na vida, em 2003 (e foi paixão à primeira vista!), até as primeiras edições de outras publicações como Gloss, TeenVogue Brasil, Lola, L'Officiel, Elle Brasil e algumas Caras especiais. Por causa dessas revistas, que me apaixonei pela profissão e fui fazer Moda e Jornalismo.


Da mesma forma, mostra mais uma vez o poder da cor e suas linguagens. O branco da pureza, da paz e dos uniformes de profissionais de saúde ganha força com essa capa, que aparentemente não diz nada, mas diz muita coisa. Uma página em branco significa um novo começo; uma nova possibilidade; uma nova história, com novas ideias, novos conceitos e, por que não, uma nova forma de falar sobre Moda?


O branco é antes de tudo respeito. O branco é o renascimento, a luz após a escuridão, a soma de todas as cores. O branco é a cor dos uniformes usados ​​por quem coloca suas próprias vidas em risco para salvar a nossa. Representa espaço e tempo para pensar, bem como permanecer em silêncio. O branco é para aqueles que estão preenchendo esse tempo e espaço vazios com idéias, pensamentos, histórias, versos, músicas e cuidados com os outros. Branco relembra quando, após a crise de 1929, essa cor imaculada foi adotada para as roupas como expressão de pureza no presente e de esperança no futuro.(...) - Emanuele Farneti

Confira o texto completo aqui.


O que você achou dessa atitude?


 


8 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comentários

Avaliado com 0 de 5 estrelas.
Ainda sem avaliações

Adicione uma avaliação
bottom of page