top of page

As bolsas do inverno da Chanel


Campanha de inverno com as tops Bix Walton e Cara Delevingne clicadas por Karl Lagerfeld.
Campanha de inverno com as tops Binx Walton e Cara Delevingne clicadas por Karl Lagerfeld.

Chanel é sinônimo de elegância, luxo e simplicidade ao mesmo tempo; desejo, clássico, atemporal.

A grife que leva o nome da fundadora, Gabrielle Coco Chanel, é uma das mais influentes do mundo da moda. E Karl Lagerfeld, que está à frente da casa desde 1983 – e que eu acho que só sai de lá quando morrer! -, consegue reinventar e transformar os ícones da grife em peças desejo do tipo “eu preciso disso” a cada temporada. O tweed, o vestido preto, as camélias, as pérolas, o tailleur (paletó + saia), o matelassê, entre outros símbolos da marca inaugurada no início do seculo XX estão sempre nas passarelas.


Porém, confesso que não gostei muito do último desfile de inverno – aquele do supermercado. Não curti a proposta dos tênis e do clima esportivo. Nem da Chanel eu usaria esses tênis com tailleur ou vestidos de festa.


Maaaass… as bolsas! Ah, as bolsas! Já nascem ícones, gente! Todas querem. Até Valesca Popozuda tem! Só para citar alguns modelos, a bambolê, a Mini Boy, a Lego, a 2.55. E se eu for citar todas as bolsas que a Chanel criou, daria um mega post. Atrevo a dizer que daria uma boa exposição só com as bolsas! rs

Apesar do desfile… rsrs foi paixão à primeira vista a bolsa Lait de Coco! #sonho


 

10 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Kommentare

Mit 0 von 5 Sternen bewertet.
Noch keine Ratings

Rating hinzufügen
bottom of page