top of page

A incrível história de Adaline

Gente, ultimamente meus dias foram tão corridos que só agora tô conseguindo postar sobre o filme que assisti no sábado retrasado! 😐

Então… No dia 23 fui ao cinema com meu príncipe ver “A incrível história de Adaline” (The Age Of Adaline, 2015), com a Blake Lively. Levei ele pra ver filme de “mulezinha”! Hahahaha

O legal dos cartazes é que, além da roupa, toda a identidade visual remete a estética da época: a maquiagem, as fontes utilizadas, as molduras...

Confesso que só fui para ver o figurino, já que o filme se passa desde o início do século XX até os dias atuais. Como vocês já devem saber, Adaline sofre um acidente e para de envelhecer, “congelando” a aparência jovem e bonita dela por cerca de 80 anos.  O que a princípio pode parecer ótimo para algumas mulheres, para ela não era, já que todos os outros envelheciam e, consequentemente, morriam. Acho que nem ela e nem a filha dela tinham uma vida de verdade, pois tinham que esconder esse segredo de todos.


Não sou nenhum crítico de cinema e apesar de ser fã da Blake desde os tempos de Gossip Girl, a atriz não me convenceu muito no papel. O filme é bem enjoadinho. Li em outro site que a Katherine Heigl (ex-Isobel “Izzie” Stevens, de Grey’s Anatomy) era uma das opções para viver a protagonista e acho que poderia ter sido a melhor escolha pela carga dramática da Adaline, mas segundo o próprio site, ela recusou o papel para ficar mais tempo com a família.


Apesar do figurino e da postura super-refinada de Adaline, a Blake ainda tem cara de Serena Van der Woodsen para mim, principalmente com os looks contemporâneos do filme. E outra coisa curiosa que vi foi que até na moda ela estacionou um pouco. Mesmo que a aparência dela não mudasse, ela se mostrava como uma “senhora”, com peças comportadas e clássicas, com referências das décadas anteriores. Deu para perceber isso pelos penteados, que pouco mudaram depois de 1970. Como ela “morreu” entre as décadas de 1930 e 1940 acho que isso prevaleceu porque, pelo pouco que me lembro, os jovens não andavam com aqueles cabelos polidos nos anos 80! Rsrs


Achei o filme leve demais, mesmo com o drama da personagem, porém faz a gente refletir sobre a questão de “parar no tempo”; sobre esse desejo de permanecer jovem para sempre.


Eu sou muito grata a Deus por ter chegado aos meus 31 anos (com carinha de 21! kkkk) com saúde e com pessoas que amo. E já vejo os sinais dos tempos no meu corpo, no meu rosto… Normal. Já vivi e vi tantas coisas que a geração de hoje nem faz ideia do que seja. Mas assim é vida e só temos essa pra viver.

Cuide-se. E aprenda a ser feliz com suas rugas e seus fios brancos. Rsrs


Mais filmes com figurinos super bacanas:

  1. O Artista 

  2. The Great Gatsby 

  3. Os delírios de consumo de Becky Bloom

  4. Sexy and The City 1 e 2

  5. Coco antes de Chanel

  6. As patricinhas de Beverly Hills

  7. Elizabeth (os dois)

  8. A Rainha Vitória

  9. O diabo veste Prada

  10. Todos os de Audrey Hepburn

  11. In Time (com Amanda Seyfried e Justin Timberlake)

  12. P.S. Eu te amo

  13. Stardust – O Mistério da Estrela

  14. Across the universe

  15. Alice (do Tim Burton)


 

12 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page